top of page

NOTA DE REPÚDIO AO NOME DA 1º CHOPADA DO CURSO DE FARMÁCIA - MANHUAÇU-MG



Nós do Coletivo Maria Maria (Núcleo da Marcha Mundial das Mulheres-JF) repudiamos o nome "DOPAMINA", como está no evento do facebook, ou ''DOPA AS MINA'' como escrito no cartaz, referindo a uma chopada do curso de Farmácia que ocorrerá no Canto Country de Manhuaçu-MG no dia 18 de outubro. Nossa indignação se deve ao fato de que o nome pode ser interpretado como um jogo de palavras entre o neurotransmissor e o ato de dopar uma mulher numa festa.

Não podemos afirmar qual foi a intenção dos organizadores ao escolherem tal nome, porém ele dá margem para interpretações que ultrapassam o significado químico da palavra. Logo, não importa se o trocadilho não foi intencional, o que é de fato importante é que esse tipo de nome, sendo usado para uma festa, permite tal interpretação. Não podemos admitir tal ambiguidade quando um dos sentidos possíveis diz respeito ao incentivo de posturas como drogar e ABUSAR SEXUALMENTE DE UMA MULHER em uma festa ou em qualquer lugar. Compreendemos que é irrefutável que o contexto de utilização da palavra - uma festa em que é comum o uso abundante de bebidas alcóolicas.

Este tipo de trocadilho no nome de festas é um grande exemplo da CULTURA DO ESTUPRO que está por todo lado e culpabiliza a vítima enquanto atenua o ato criminoso do estuprador, enraizada junto com o machismo que afeta nós mulheres todos os dias. Por isso, pedimos que a comissão da chopada do Curso de farmácia junto com os alunos e a Instituição mude o nome dado à festa e se retrate, posto que se calar diante de uma situação como essa é tomar partido do lado opressor e incentivar atos criminosos como este. E nós, mulheres feministas de Juiz de Fora, não nos calaremos!


Coletivo Maria Maria - Marcha Mundial das Mulheres


17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page